Respiração oral na criança

Nascemos a realizar respiração nasal, que favorece o posicionamento correto dos órgãos da face, garantindo o bom desempenho das funções de mastigação, deglutição e fala.

A Síndrome da Respiração Oral é mais comum e grave do que se imagina: alterações no crescimento crânio-oro-facial, na fala, na alimentação, na postura corporal, na qualidade do sono e no desempenho da criança ao longo do dia.

 

Causas da respiração oral:

  • rinite

  • aumento das amígdalas ou adenóides

  • flacidez dos músculos da face

  • desvio do septo nasal

  • mau hábito

    (…)

Consequências da respiração oral nas crianças:

bebe.jpg
  • Fala - pode estar alterada devido à flacidez da musculatura facial, do posicionamento da língua, de uma má oclusão dentária ou por deficiências no crescimento da face.

  • Alimentação: é difícil respirar e comer ao mesmo tempo, por isso há preferência por comidas fáceis de mastigar e há cansaço ou irritação nas refeições.

  • Sono: respirar pela boca leva a que ressone e se babe, acordando cansado, sonolento e com olheiras.

  • Escola: a noite mal dormida diminui a concentração e atenção, prejudicando o rendimento escolar.


 

Como pode ajudar o seu filho a respirar melhor:

  • Ensinar a criança a limpar bem o nariz (lavando-o com soro fisiológico).

  • Fazer exercícios de fortalecimento de lábios (beijinhos, assobios…).

  • Segurar uma folha papel entre os lábios enquanto vê televisão.

  • Soprar bolas de sabão inspirando pelo nariz e expirando pela boca.



O terapeuta da fala pode ajudar!

Terapeutas Susana Ribeiro, Gilda Pires e Juliana Neto Silva.


Para agendar uma consulta de Terapia da fala use a nossa área de marcações ou um dos contactos que disponibilizamos.